CESPRO | Digitalização, Compilação e Consolidação da Legislação Municipal
14:35 - Quarta-Feira, 26 de Abril de 2017
Seção de Legislação do Município de Xangri-Lá / RS

ANTERIOR  |
PRÓXIMO   |
Arq. ORIGINAL   |  
VOLTAR  |
IMPRIMIR   |
Mostrar o art.
[A+]
[A-]
Outras ferramentas:

Link:
Normas relacionadas com este Diploma:

Leis Municipais
LEI MUNICIPAL Nº 436, DE 11/12/2001
CRIA O CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DO MEIO AMBIENTE DO MUNICÍPIO DE XANGRI-LÁ (COMDEMA) E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. (Revogada pelo art. 14 da Lei Municipal nº 950, de 17.04.2007)
LEI MUNICIPAL Nº 612, DE 09/06/2004
ALTERA A LEI 436 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2001 QUE CRIA O CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DO MEIO AMBIENTE DO MUNICÍPIO DE XANGRI-LÁ (COMDEMA) E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. (Revogada pelo art. 14 da Lei Municipal nº 950, de 17.04.2007)
LEI MUNICIPAL Nº 1.083, DE 15/04/2008
INSTITUI O CÓDIGO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE NO MUNICÍPIO DE XANGRI-LÁ.
LEI MUNICIPAL Nº 1.227, DE 02/06/2009
ALTERA A LEI Nº 950, DE 17 DE ABRIL DE 2007, QUE DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DO MEIO AMBIENTE DO MUNICÍPIO DE XANGRI-LÁ - COMDEMA, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.
LEI MUNICIPAL Nº 1.319, DE 19/05/2010
ALTERA A LEI Nº 950, DE 17 DE ABRIL DE 2007, QUE DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DO MEIO AMBIENTE DO MUNICÍPIO DE XANGRI-LÁ - COMDEMA, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.
LEI MUNICIPAL Nº 1.627, DE 15/10/2013
ALTERA DISPOSITIVOS DA LEI Nº 950, DE 17 DE ABRIL DE 2007, QUE DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DO MEIO AMBIENTE DO MUNICÍPIO DE XANGRI-LÁ - COMDEMA, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

LEI MUNICIPAL Nº 950, DE 17/04/2007
DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DO MEIO AMBIENTE DO MUNICÍPIO DE XANGRI-LÁ - COMDEMA, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

EDSON PEDROSO MACHADO, Prefeito Municipal de Xangri-Lá em exercício,

FAÇO SABER que a Câmara de Vereadores aprovou e EU, em cumprimento ao art. 61, IV da Lei Orgânica do Município, sanciono e promulgo a seguinte Lei:

Art. 1º Fica criado no Município de Xangri-Lá o Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA, parte integrante da Estrutura Administrativa Municipal, com a composição e competências definidas nesta Lei.

Art. 2º O Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA, criado por esta Lei, é órgão deliberativo e consultivo, em caráter permanente, nas gestões referentes ao equilíbrio ecológico e ao combate as agressões ambientais em toda a área do Município de Xangri-Lá, visando assegurar a participação dos diversos setores da comunidade na tutela do meio ambiente, na esfera municipal, e desempenhar à ação dos Governos Federal e Estadual, um conjunto de estudos e atividades de ordem institucional que promovam a política ambiental do Município. (NR) (redação estabelecida pelo art. 1º da Lei Municipal nº 1.227, de 02.06.2009)
   Parágrafo único. O Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA, elaborará normas supletivas e complementares a padrões relacionados com o meio ambiente, observando as que forem estabelecidas pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente - CONAMA e todas as demais vigentes para observância e cumprimento no âmbito Municipal.

Art. 2º O Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA, criado por esta Lei, é órgão deliberativo, consultivo, fiscalizador e de assessoramento dos Poderes Municipais de Xangri-Lá, em caráter permanente, nas gestões referentes ao equilíbrio ecológico e ao combate as agressões ambientais em toda a área do Município de Xangri-Lá, visando assegurar a participação dos diversos setores da comunidade na tutela do meio ambiente, na esfera municipal, e desempenhar à ação dos Governos Federal e Estadual, um conjunto de estudos e atividades de ordem institucional que promovam a política ambiental do Município.
   Parágrafo único. O Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA, elaborará normas supletivas e complementares a padrões relacionados com o meio ambiente, observando as que forem estabelecidas pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente - CONAMA e todas as demais vigentes para observância e cumprimento no âmbito Municipal.
(redação original)
Art. 3º São competências do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA:
   I - Estabelecer diretrizes e políticas municipais do meio ambiente, acompanhando sua execução; (NR) (redação estabelecida pelo art. 2º da Lei Municipal nº 1.227, de 02.06.2009)
   II - avaliar e opinar sobre planos, programas e projetos de lei de desenvolvimento municipal, relacionados ao meio ambiente;
   III - estimular e acompanhar o inventário dos bens que constituirão o patrimônio ambiental do Município;
   IV - fiscalizar, propor, formular diretrizes e normas de aplicação do Fundo Municipal do Meio Ambiente - FMMA;
   V - colaborar e estimular campanhas ambientais de conscientização da população, cursos, seminários, palestras, simpósios e conferências sobre temas ambientais de interesse local;
   VI - manifestar-se sobre convênios de gestão ambiental entre o Município e organizações públicas ou privadas;
   VII - estimular a integração do Município com órgãos estaduais, federais e internacionais, nos assuntos referentes ao meio ambiente;
   VIII - contribuir e acompanhar os programas de educação ambiental para o Município;
   IX - Manifestar-se sobre o uso das áreas públicas municipais de interesse ambiental; (NR) (redação estabelecida pelo art. 2º da Lei Municipal nº 1.227, de 02.06.2009)
   X - manifestar-se através de parecer sobre a exploração dos recursos naturais existentes no Município, bem como propor medidas de conservação, proteção e recuperação dos mesmos;
   XI - sugerir medidas de proteção do patrimônio natural do Município;
   XII - identificar, prever e comunicar através de Relatório aos órgãos competentes as agressões ambientais ocorridas no Município;
   XIII - propor e manifestar-se sobre normas, padrões, parâmetros e critérios de avaliação, controle, manutenção, recuperação e melhoria da qualidade do meio ambiente natural, antrópico e do trabalho;
   XIV - apreciar e deliberar, na forma da legislação, sobre estudos de impacto ambiental e respectivos relatórios, de empreendimentos instalados e a serem instalados no Município, que por sua atividade utilizem recursos naturais e sejam atividades potencialmente degradadoras do meio ambiente;
   XV - elaborar seu regimento interno;
   XVI - Manifestar-se, em última instância administrativa, sobre penalidades, multas e outros atos administrativos decorrentes da atuação do órgão ambiental municipal. (AC) (inciso acrescentado pelo art. 2º da Lei Municipal nº 1.227, de 02.06.2009)

Art. 3º (...)
   I - assessorar e propor ao Prefeito Municipal, diretrizes e políticas municipais do meio ambiente, acompanhando sua execução;
   IX - manifestar-se através de parecer sobre o uso das áreas públicas municipais de interesse ambiental;
(redação original)
Art. 4º O Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA terá composição paritária de órgão do poder público e da sociedade civil organizada, sendo constituído de 06 (seis) membros efetivos e igual número de suplentes, cujos mandatos serão renovados a cada 02 (dois) anos. (NR) (caput com redação estabelecida pelo art. 1º da Lei Municipal nº 1.627, de 15.10.2013)
   Parágrafo único. Os Membros do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA, serão nomeados pelo Prefeito Municipal mediante indicação escrita dos órgãos ou entidades, como segue:
      I - 06 (seis) membros representantes do Poder Público, sendo: (NR LM 1.627/13)
         a) 02 (dois) da Secretaria Municipal de Turismo e Meio Ambiente;
         b) 02 (dois) da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano;
         c) 02 (dois) da Secretaria Municipal de Saúde.
      II - 06 (seis) membros representantes da Sociedade Civil Organizada, sendo: (NR LM 1.627/13)
         a) 02 (dois) da Associação Rotary Club de Xangri-Lá;
         b) 02 (dois) da União dos Surfistas e Skatistas do Município de Xangri-Lá - USSMX;
         c) 02 (dois) da ONG Moradores e Amigos do Remanso - ONGMAR.
      III - 06 (seis) membros representantes da categoria de Órgão não Governamental; (NR LM 1.319/10)
            Associação dos Pescadores do Município de Xangri-Lá - ASPEMX;
            Associação Rotary Club de Xangri-Lá;
            EMATER - Associação Riograndense de Empreendimentos e Assistência Técnica e Extensão Rural.
      IV - 02 (dois) membros representantes da representação comunitária; (NR LM 1.227/09)
            Associação de Moradores de Atlântida (AMA).

Art. 4º O Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA será constituído de 08 (oito) membros efetivos e igual número de suplentes, cujos mandatos serão renovados a cada dois anos. (NR LM 1.227/09)
   Parágrafo único. Os Membros do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA, serão nomeados pelo Prefeito Municipal mediante indicação escrita dos órgãos ou entidades, como segue:
      I - 04 (quatro) membros representantes do Executivo Municipal; (NR LM 1.227/09)
            Secretaria de Turismo e Meio Ambiente (STMA);
            Secretaria de Planejamento Urbano;
      II - 04 (quatro) membros representantes da Esfera Estadual; (NR LM 1.319/10)
            Patrulha Ambiental do Litoral Norte (PATRAM).
            CORSAN - Companhia Riograndense de Saneamento.
Art. 4º (...)
      II - 02 (dois) membros representantes da Esfera Estadual;
            Patrulha Ambiental do Litoral Norte (PATRAM).
      III - 08 (oito) membros representantes da categoria de Órgão não Governamental;
            Associação dos Pescadores do Município de Xangri-Lá - ASPEMX;
            Associação Rotary Club de Xangri-Lá;
            EMATER - Associação Riograndense de Empreendimentos e Assistência Técnica e Extenção Rural;
            CORSAN - Companhia Riograndense de Saneamento.
(NR LM 1.227/09)
Art. 4º O Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA será constituído de 23 (vinte e três) membros efetivos e igual número de suplentes, cujos mandatos serão renovados a cada dois anos.
   Parágrafo único. Os Membros do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA, serão nomeados pelo Prefeito Municipal mediante indicação escrita dos órgãos ou entidades, como segue:
      I - 06 (seis) membros representantes do Executivo Municipal;
            Secretaria Municipal da Educação e Cultura (SMEC);
            Secretaria de Controle Interno Municipal (SCIM);
            Secretaria de Obras, Serviços públicos e trânsito;
            Secretaria de Turismo e Meio Ambiente (STMA);
            Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social (SMSAS);
      II - 05 (cinco) membros representantes da Esfera Estadual e Federal;
            Departamento de Floresta e Áreas Protegidas (DEFAP);
            Fundação Estadual de Proteção Ambiental (FEPAM);
            Empresa de Assistência Técnica e extensão rural (EMATER);
            Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA);
            Patrulha Ambiental do Litoral Norte (PATRAM).
      III - 02 (dois) membros representantes da categoria de profissionais liberais;
      IV - 02 (dois) membros representantes da representação comunitária;
            Associação de Moradores de Atlântida (AMA);
            Associação Comunitária da Praia de Xangri-Lá (ACOPRAX).
   V - 01 (um) membro representante da categoria de órgão não governamental;
            Associação dos Pescadores.
   VI - 01 (um) membro representante da categoria de clube de serviços;
            (ROTARY).
   VII - 02 (dois) membros representantes dos trabalhadores;
            Sindicato dos Municipários de Xangri-Lá (SIMCCX);
   VIII - 02 (dois) membros representantes da categoria de empregados;
   IX - 02 (dois) membros representantes de entidades filantrópicas.
(redação original)
Art. 5º O Presidente do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA será eleito por meio de eleição direta entre seus membros, na primeira reunião após a nomeação. (NR) (redação estabelecida pelo art. 2º da Lei Municipal nº 1.627, de 15.10.2013)
   Parágrafo único. Nas deliberações do Conselho, que ocorrerão por maioria absoluta de seus membros, caberá ao Presidente apenas o voto qualitativo, em casos de empate.

Art. 5º O Presidente do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA será eleito através de eleição direta entre seus membros. (redação original)
Art. 6º A substituição de membros deste Conselho dar-se-á nas situações previstas no seu regimento interno.
   Parágrafo único. (Este parágrafo foi suprimido pelo art. 4º da Lei Municipal nº 1.227, de 02.06.2009)

Art. 6º (...)
   Parágrafo único. A vaga decorrente da exclusão ou desistência de um membro, será ocupada por entidade congênere, após aprovação do Conselho em Plenário, por maioria absoluta em primeira chamada e de no mínimo 1/4 dos conselheiros em segunda chamada realizada 15 (quinze) minutos após a primeira.
(redação original)
Art. 7º A Estrutura do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA será definida em seu regimento interno, observando as normas desta Lei.
   § 1º Com a finalidade de oferecer suporte técnico adequado às deliberações do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA, o mesmo poderá criar Câmaras Técnicas provisórias ou permanentes.
   § 2º As Câmaras Técnicas referidas no parágrafo anterior terão por objetivo estudar, subsidiar e propor formas e medidas de harmonizar e integrar as normas, padrões, parâmetros, critérios e diretrizes objeto das deliberações, e serão compostas pelos Membros e por técnicos devidamente habilitados, integrantes do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA, ou indicados por este.

Art. 8º A atividade dos membros do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA reger-se-á pelo definido em seu Regimento Interno, observado as disposições desta Lei.
   § 1º O Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA, reunir-se-á ordinariamente uma vez por mês ou, em reunião extraordinária quando convocado por seu Presidente ou pelo Prefeito Municipal.
   § 2º Na primeira reunião após a nomeação, os membros do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA escolherão um Presidente, um Vice-Presidente, um Tesoureiro e um Secretário, cujas atribuições serão definidas em regulamentação, para um mandato de 02 (dois) anos, renováveis por mais 02 (dois) anos.
   § 3º A mudança na administração municipal não implica mudança nos membros do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA.
   § 4º O exercício da função de conselheiro é considerado serviço público relevante e não será remunerado.

Art. 9º O Município prestará apoio administrativo necessário ao funcionamento do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA.

Art. 10. Para melhor desempenho de suas funções este Conselho poderá recorrer às pessoas e entidades, mediante os seguintes critérios:
   I - consideram-se colaboradores deste Conselho as instituições formadoras de recursos humanos para o meio ambiente e as entidades representativas de profissionais usuários dos serviços de meio ambiente, sem embargos de sua condição de membro;
   II - poderão ser convidadas pessoas ou instituições de notória especialização para assessorar o conselho em assuntos específicos;
   III - poderão ser criadas Comissões Internas, constituídas por entidades membros do conselho e outras instituições para promover estudos, emitir pareceres a respeito de temas específicos e subsidiar as propostas das Câmaras Técnicas.

Art. 11. As decisões do conselho serão consubstanciadas em Resoluções.

Art. 12. Todas as sessões do conselho serão públicas e precedidas de ampla divulgação.

Art. 13. As despesas desta Lei ocorrerão por conta de Dotação Orçamentária da Secretaria de Turismo e Meio Ambiente.

Art. 14. Ficam revogadas as Leis 436, de 11 de dezembro de 2001 e 612, de 09 de junho de 2004.

Art. 15. Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação.
GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL, em 17 de abril de 2007.

EDSON PEDROSO MACHADO.
Prefeito Municipal em exercício.

Registre-se e Publique-se.

MARCO AURÉLIO DA SILVA PRESTES.
Secretário de Administração e Finanças.


Nota: (Este texto não substitui o original)


© 2017 CESPRO, Todos os direitos reservados ®